top of page

Estrelas Perdidas – Uma história além dos Skywalker e como o marketing da franquia funciona pe

Saudações queridos nerds!

Estou aqui para falar de um livro incrível chamado Estrelas Perdidas da franquia Star Wars. No meu IGTV no Instagram tem o vídeo comentando sobre o livro e sobre o incrível marketing aplicado pela franquia, aliás, aplicado não só hoje, mas desde o surgimento dos primeiros filmes.

A Franquia Star Wars possui um grande universo fictício a ser explorado. O que abre espaço para muitas histórias que aconteceram além do mundinho dos Skywalker. Existem muitas vidas na galáxia e com elas, muitas histórias a serem contadas. Uma delas é Estrelas Perdidas onde conta a história de duas crianças que viveram o período da Ascensão do Império na galáxia.

Com esse livro você consegue perceber como o Império manipulava as pessoas de forma que ele parecia ser algo muito bom. O sonho de todos era fazer parte da frota e pilotar as naves da frota do Império Galáctico. Os personagens principais do livro são Ciena e e Thane, que, mesmo sendo de situações financeiras diferentes de seus planetas, eles têm um sonho em comum: se tornarem os melhores pilotos do Império.

O tempo foi passando e um novo sentimento surgiu entre eles durante os treinos da Academia Imperial, mas Thane percebe que o Império não é tão maravilhoso como ele pensava que era e decide fugir e fazer parte dos Rebeldes. Podem ficar tranquilos que nada aqui é um Spoiler, estou apenas falando da sinopse do livro e o plot inicial.

Ciena e Thane vivem todos os momentos dos filmes, presenciaram a destruição de Alderaan, momentos antes de surgir os Rebeldes, quando a jovem Princesa Leia ainda estava infiltrada no meio Imperial, aliás, uma parte legal do livro é quando Thane fala que teve a honra de poder dançar com a Princesa Leia na festa. Nesse livro conseguimos ver a realidade dos membros do Império ao perder amigos e familiares na destruição da Estrela da Morte. Comemoramos a conquista Rebelde, mas o livro nos mostra a tristeza de quem perdeu grandes amigos que trabalhavam lá.

É aqui que quero falar sobre a estratégia de marketing da franquia! Eles usaram a história de dois “figurantes” e os tornaram os principais, assim como foi feito em Rogue One. Ciena chegou a trabalhar diretamente com Darth Vader, resgatando-o e passando por alguns maus bocados por isso. Foi responsável por uma nave imperial e se dedicou a defender as ideologias imperiais. Enquanto Thane se revoltou com as corrupções do Império e decidiu seguir os rebeldes para tirar o Império do poder e o maior medo dos dois, era matar o outro em batalha.

Mas vou deixar o restante dessa emoção para vocês lerem o livro 😉

E voltando a falar do marketing, Star Wars usa a famosa Narrativa Transmídia, onde grande parte das coisas que você consumir no universo Star Wars, você receberá novas informações que vão além dos filmes e não mais do mesmo. Ou seja, as séries nunca vão contar histórias que aconteceram nos filmes, mas vão se conectar com ela. Estrelas Perdidas é um desses casos, assim como outros livros da franquia que foram considerados “Legends” pela Disney para que ela pudesse mudar todo o universo. O que não foi legal para fãs que acompanhavam todo o universo expandido desde então.

Também existe a versão em mangá de Estrelas Perdidas, recomendo 100% conhecer essa incrível história, seja por livro ou mangá. É um livro que permite conhecer os dois lados da história e não apenas focado nos rebeldes e em sua causa. Mostra o lado humano que existia no Império e em como grande parte era realmente desumano, mas nem todos tinham acesso a essa parte.

Uma história envolvente que mostra corrupção, lealdade, amor e em como a inocência e falta de informação podem manipular a mente humana com muita facilidade.

Espero que tenham gostado do conteúdo, nerds!

Um beijo e que a Força esteja com vocês!

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page