top of page

SHAZAM – CRÍTICA

Foi no dia 2 de julho de 2018 que eu disse em nosso podcast: “Se Shazam for ruim eu nunca mais vejo filme da DC”. Confesso que quando proferi essas palavras tive medo de não poder mais ver os filmes da DC, porém um coração puro, sensato e otimista de dentro da Warner, talvez Geoff Johns, com a Sabedoria de Salomão pensou: “vamos voltar as nossas origens e entregar aos fãs um filme com coração”! E nos entregaram!

Shazam!!! Herói  criado em 1939 por C. C. Beck e Bill Parker, e originalmente conhecido como (Capitão Marvel) chega hoje dia 04 de Abril de 2019 aos cinemas.  E conta a historia  de Billy Batson, um adolescente problemático, mas de puro coração, é  escolhido pelo mago SHAZAM e recebe seus poderes que vem de Salomão (sabedoria), Hércules (força), Atlas (resistência), Zeus (poderes mágicos/raios), Aquiles (coragem) e Mercúrio (velocidade) formando assim o acrônimo do mago. E quando Billy invoca o nome Shazam ele se torna o ser-humano mais poderoso da Terra! O roteiro é totalmente inspirado na versão do super-herói lançada nos quadrinhos com a reformulação feita nos Novos 52  onde mesmo depois de transformado em adulto pela mágica de Shazam, o herói continua mentalmente a ser apenas um garoto.

Não temos aqui um filme perfeito, possui muitos problemas técnicos principalmente nos efeitos visuais, muito CGI em baixa resolução, mas justificável pelo baixo orçamento da produção algo entre US$ 80 a US$ 90 milhões, porém com muito menos recurso e tecnologia um outro filme com alma da DC foi feito em 1978, Superman o Filme, e aí está o ponto em questão, a DC/Warner trouxe em Shazam a mesma essência dos quadrinhos daquele filme antigo e esse é seu grande diferencial, um acerto! Sem clima realista, pessimista, cores escuras trazidas por Zack Snyder no início do DCU, tem-se agora o altruísmo, a leveza, a bondade, a empatia e esperança!

Dirigido por David F. Sandberg e escrito por Henry Gayden que entregam uma historia divertida e equilibrada que lembra os melhores filmes de ação e comédia dos anos 80 e 90, e com referência a um clássico inclusive! Apesar disso o diretor conversa muito bem com o público atual, talvez por ter vindo do YouTube toda essa linguagem!

O longa também conta com um elenco impecável, Zachary Levi (Shazam) usa todo o seu carisma e timing cômico para retratar o adulto crianção empolgado com seus poderes, inclusive esse é o filme da vida de Levi, ele faz com Maestria e agarra a oportunidade desse personagem com todas as forças de Hércules! Asher Angel (Billy Batson) mantém uma boa atuação em toda a parte dramática que envolve o personagem adolescente, traz uma personalidade forte e uma forte carga emocional convincente no que tange o drama familiar que ele vive. Outro que rouba a cena é o jovem ator Jack Dylan Grazer (de “It – A Coisa”) como Freddie Freeman, o irmão adotivo de Billy e o seu mentor na busca para entender seus poderes, esse que se destaca tanto quanto Levi é fundamental para ligar o filme com o universo DC nos Cinemas. Em geral o elenco infantil foi muito bem escolhido, mas é impossível destacar Faithe Herman (Darla) e Ian Chen (Eugene) são fundamentais para muitas cenas cômicas.


Shazam é um filme literalmente família, obrigatório para quem quer se divertir! É para todas as idades e vai agradar os nerds mais velhos e ao pequenos que estão inciando na jornada da nerdice! Fuja de Spoilers, o filme tem muitas surpresas legais e vale a pena ver sem nenhuma informação, você merece!

Obrigado DC por reaquecer o futuro do seu Universo que está por vim, por conta disso sirvo 9 pães de queijos quentinhos para SHAZAM!!!

PS: Não esqueça de assistir as duas cenas pós crédito!

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page