top of page

RRR: o filme indiano de ação que você precisa assistir

O filme RRR (Revolta, Revolução e Rebelião) foi lançado em 20/5 no streaming e no Brasil, está disponível na Netflix. Pode ser que você goste de filmes indianos (como eu) ou não, mas uma coisa é fato: depois que pessoas como Hideo Kojima começaram a falar sobre RRR isso despertou minha atenção.


pic.twitter.com/OqeRZ8WK2f — 小島秀夫 (@Kojima_Hideo) June 18, 2022

Ok, mas sobre o que é esse filme? Vou contar um pouco mais para vocês sem dar spoiler

Como funciona a indústria indiana de cinema?

Hoje, o cinema indiano é um dos maiores e mais rentáveis mercados de filme do mundo, ficando atrás de Hollywood em termos de receita. Bollywood é popular no ocidente (por ser a maior na Índia) e é como costumamos nos referir (equivocadamente) a toda produção cinematográfica indiana. Porém, existe uma diferenciação.  

Bollywood é o nome dos filmes produzidos em Mumbai, capital da Índia, e no idioma hindi.  As outras produções recebem nomes de acordo com a região/ idioma que são feitos. Assim, Tollywood, onde foi produzido RRR, é feito em bengali nas regiões de Andhra Pradesh e Telangana e Pollywood que é feito em punjabi na região oeste da Índia e Paquistão

As grandes produções são geralmente feitas por Bollywood, que acaba concentrando a receita de 45% do cinema mundial. Os meus favoritos são Bollywood. São eles: Singham (2011), Bajirao Mastani (2015), Ram-leela (2013) e o polêmico Padmavati (2018). Em todos tem a parte musical com uma riqueza de coreografia e detalhes que só os filmes indianos podem proporcionar.

Não é a toa que fico feliz quando alguém vê alguma referência e lembra de mim. Não canso de falar em como tem muito filme interessante e divertido pra assistir e espero que Eternos e Miss Marvel tenha incentivado isso nas pessoas.  

RRR: enredo

Com direção e roteiro de S. S. Rajamouli, o filme é descrito como uma épica e dramática aventura de duas pessoas, Bheem, o guardião da tribo Gond, e o ambicioso policial Raju. O filme se passa em 1920, durante o período conhecido como Raj Britânico.

Conta a história dos dois personagens principais que vão tendo suas histórias paralelamente contadas, até que o destino faz com que se encontrem. Tudo começa com o sequestro, por um grupo inglês, de uma criança da tribo Gond e é uma cena muito tocante e cruel, já nos fazendo entender o verdadeiro vilão da história. 

RRR pode ser visto sob três atos principais: a construção do herói e do anti-herói, a amizade entre os personagens e a importância de se reconhecer as próprias raízes e por fim, a busca épica dos personagens principais a partir de suas reais motivações. São reviravoltas interessantes permeadas por histórias de amor, de amizade e unidos pelo sentimento de revolta.   

Para mim, o mais interessante é a visão decolonial que o filme traz. O Reino Unido é visto como o grande vilão pelas mazelas que assolam o país e as condições de exploração das pessoas decorrentes do imperialismo inglês são o que motivam os personagens do arco principal.

Uma cena incrível e emblemática é quando há um baile em um casarão inglês e há uma discussão entre ingleses sobre como indianos não sabem dançar. Nesse momento, os protagonistas são incentivados por um pequeno grupo e começam a dançar e cantar uma música que ressalta a dança típica e o “gingado” único. Foi essa cena que, passando pela timeline, me fez procurar sobre o filme. 

Todos querem fazer da Índia um lugar melhor e seguro e isso só parece ser possível quando se livrarem da dominação inglesa. Para isso é preciso que todos se unam em prol da revolução. 

RRR: vale a pena?

RRR é um filme muito divertido que reúne a essência do cinema indiano, uma produção grandiosa e uma crítica política muito rica. É, definitivamente, o meu filme favorito de Tollywood. Sugiro darem uma chance, principalmente a quem é curioso com cinema estrangeiro. 

Olhando nossos efeitos especiais aqui no Brasil, estamos longe de poder reclamar do CGI em RRR. O filme explora isso quando apresenta animais selvagens e logo antes de começar a película somos avisados que nenhum animal real foi utilizado nas filmagens. 

Há muita explosão, slow motion, violência e sangue, como qualquer filme que conta a história de um super-herói mas sem qualquer imitação à Hollywood. Tem ainda uma forte referência religiosa e às crenças ancestrais, algo comum nos filmes indianos. 

Não se deixe desanimar com as quase 3 horas de filme. RRR tem história e ação o tempo inteiro, dificilmente você desistirá do filme por tédio. 

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentarer


bottom of page