top of page

Review: The Flash (Serie) com spoiler









Bom, como todos conhecem, a história do nosso corredor escarlate não mudou muito de um universo pro outro, dessa vez encaramos Barry Allen (interpretado por Grant Gustin) , um CSI sempre atrasado que trabalha no Departamento de Polícia de Central City, com uma história de vida muito trágica, onde um raio amarelo toma a vida de sua mãe e incrimina seu pai, que está preso por anos. Diante disso, o detetive Joe West o adota quando criança, e consequentemente ele vai morar com o amor de toda a sua vida, a repórter Iris West.

Porém, a vida de Barry toma um rumo completamente diferente quando um raio de matéria escura o atinge, resultado da explosão do Acelerador de Partículas do S.T.A.R. Labs, dando-lhe supervelocidade e o tornando o homem mais rápido do mundo.



Após 9 meses em coma, Barry acorda no S.T.A.R Labs, onde está sendo supervisionado por seu futuro “time”, composto por Caitlyn Snow e Cisco Ramon, que se tornam seus melhores amigos, e Harrison Wells, extremamente misterioso, metódico e carregador de um grande segredo. Aprendendo a lidar com seus poderes, Barry começa seu treinamento e jura salvar Central City de todo mal, adquirindo sua identidade “Flash”, quando se depara com o Flash Reverso, o primeiro vilão da trama, e verdadeiro assassino de sua mãe.




E bom, após essa breve sinopse da Primeira Temporada, vamos ás impressões! Eu, como grande fã de Flash, desde criancinha, fiquei extremamente animada quando anunciaram a série, pra mim ainda tá sendo algo surreal ver tanta coisa maravilhosa da minha infância se torando live actions! E diferente de muitos, eu parto da ideia de que um live action leva apenas inspiração de seus originais (sejam quadrinhos, sejam animações) e tento aproveitar ao máximo aquilo que o universo pode proporcionar.

Vamos aos fatos, a série é produzida por um canal chamado The CW, famoso por suas séries dramáticas, romanticas e com uma pega mais “teen”. Logo, The Flash é uma série com faixa indicativa de 12 anos. Vemos que o público alvo é infanto-juvenil. Analisando e entendendo esse fato primordial podemos continuar a destrinchar a série com mais propriedade. The Flash é uma série passional, cheia de emoção, onde o mocinho sempre traz uma lição, ou um aprendizado, uma série onde o amor vale mais do que qualquer coisa, mais que dinheiro, que poder, que ganhos. Então, o amor é extremamente explorado na série, amor de pais, amor de amigos, e amor de casal.

Barry vem sofrendo por toda a vida, e o maior desafio dele é passar por cima desse sofrimento, lutando contra os vilões e tentando salvar o dia – todos os dias – com a ajuda de seus amigos, seu pai adotivo e sua amada. Ao longo das temporadas, novos vilões vão aparecendo, novos desafios, mais conhecimento sobre seu poder, e muita das vezes essa passionalidade acaba deixando a desejar no conteúdo de seus personagens.  Os principais sempre são muito bem descritos e abordados, quanto os secundários, como os vilões, quase nunca são bem citados. Fortes exemplos disso são o Gorila GRODD e o King Shark, dois vilões incríveis que não são bem caracterizados na série. Mas nada se compara a Zoom, um dos maiores super vilões do Flash, que acaba por ser até agora um dos meus favoritos. Por mais que tenha sido bem explorado, eu ainda senti grande falta de todo o seu potencial.



A série, juntamente com Arrow, Supergirl e Legends Of Tomorrow fazem parte de um universo independente, onde elas se conectam e formam seus crossovers, episódios conjuntos onde tem uma grande interação dos personagens. Já foi afirmado que muitos alter egos foram mudados de acordo com o rumo da série, e que os quadrinhos foram apenas inpirações para a criação de um novo universo.

Como fã de carteirinha de Flash, amante da DC, e não muito crítica, entendo o potencial da série, seu público alvo e suas “ganancias”.  Vale a pena acompanhar toda a série, sua trama, seus vilões, sua reviravolta e toda sua passionalidade. Poderia passar horas falando da série, sua teoria e seus personagens.

Gostou? Deixa aí um comentário, vamos conversar sobre as teorias, os pontos que você mais gostou, menos gostou, bora bater um papo! A série terminou sua terceira temporada em Maio, e já foi renovada para a quarta!






0 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page