top of page

RAMBO – Até o fim: vale a pena?

Se você pretende ver esse filme com a expectativa que seja uma experiência tão boa quanto Rambo 1, 2 ou 3: você já está errado aí. Sly já conta com 73 anos e soa bem óbvio que esse senhor já não tem mais tanta agilidade ou disposição quanto antigamente, principalmente para fazer cenas de luta e ação. Querer que o Rambo de 2019 seja tão rápido quanto o dos anos 80 é aceitar, por exemplo, o uso grande de dublês e de efeitos especiais.

Não queremos isso: queremos ver o que o Rambo idoso é capaz de fazer – desculpa Sly, mas é isso aí – , e é isso que o filme vai mostrar.

Rambo: Até o Fim (Rambo: Last Blood) conta a história de John Rambo vivendo sua “aposentadoria” ao lado de uma amiga, numa fazenda no Arizona, após dez anos do último filme (Rambo

IV). Segundo a sinopse:

Quase quatro décadas depois que ele tirou o primeiro sangue, Sylvester Stallone está de volta como um dos maiores heróis de ação de todos os tempos, John Rambo. Agora, Rambo deve enfrentar seu passado e descobrir suas implacáveis ​​habilidades de combate para se vingar em uma missão final. Uma jornada mortal de vingança, RAMBO: ATÉ O FIM marca o último capítulo da lendária série.

Podemos dividir o filme em duas partes. A primeira parte mostra como John está conciliando a vida calma de fazendeiro com a constante necessidade de estar em alerta e preparado para qualquer perigo, além dos traumas que ainda o perturbam. O filme se desenvolve de uma forma calma para mostrar ao expectador a construção das motivações que levarão John, na segunda parte do filme, a buscar vingança. Durante a transição, tem cenas que parecem claramente terem sido tiradas de um Brutality de Mortal Kombat XI!

A segunda parte do filme – que coincide quase com a metade do longa – John se vê envolvido em acontecimentos que o levam a enfrentar situações reais de perigo e quase morte. Com uma reviravolta, ele passa a viver apenas para vingar um grande sofrimento e com isso provoca traficantes mexicanos de várias formas, ou indo até o México para enfrentá-los ou fazendo com que eles vão atrás dele, em sua fazenda no Arizona. Nessa parte final, é inevitável não pensar nesse filme, e sem o cuidado de dar NENHUM SPOILER, vou deixar só a imagem aqui:

Mas isso não é pra desanimar ninguém não. As pessoas que forem ver o filme tranquilas, sem grandes esperanças, vão se divertir com todas as referências – dos Rambos anteriores – e as cenas, de cortes malucos à mortes com muito sangue. Se você for assistir com essa vibe, vai conseguir, por exemplo, rir de muitas cenas e se divertir com isso.

Dirigido por Adrian Grunberg, o filme conta, no elenco, com Paz Vega, Sérgio Peris-Mencheta, Adriana Barraza, Yvette Monreal e Joaquin Cosio.

Críticas

Mesmo antes da sua estreia no dia 19 de setembro, o filme tem recebido duras críticas. Uma das grandes polêmicas partiu do próprio autor de LAST BLOOD, livro que deu origem à franquia:

I agree with these RAMBO: LAST BLOOD reviews. The film is a mess. Embarrassed to have my name associated with it.https://t.co/Yd2G9T7A9A pic.twitter.com/RS0gGHzL5h — _DavidMorrell (@_DavidMorrell) September 20, 2019

Algumas cenas são realmente, risíveis e preguiçosas. Outras tantas, clichês demais – e não clichês para filmes de Rambo, mas clichê para qualquer filme que envolva um americano enfrentando mexicanos maus. A atuação dos atores também não é um ponto forte: não estou falando de Sly e de suas poucas expressões faciais por conta de cirurgias plásticas – precisamos aceitar que ele está velho -, mas sim de grande parte dos atores que não conseguem se expressar ou ir muito além de chorar ou gritar. Não é pra exigir aqui nenhuma atuação de Oscar mas depois de certo tempo de filme, fica cansativo e extremamente previsível que a mocinha vai chorar e que o mexicano malvadão vai conversar gritando.

No Rotten Tomatoes, ocupa a pior posição no ranking das estreias da semana e no IMDB está com nota 7,1/10. O interessante é que a nota maior veio de pessoas entre 33 a 44 anos, que é justamente a mesma faixa etária que possivelmente se apaixonou com John Rambo nos anos 80. O filme é isso: é uma homenagem e um encerramento.

Meu conselho é: se curte mesmo a franquia Rambo, assista esse filme para se despedir. Nos créditos finais há inclusive uma homenagem muito bacana ao personagem mais marcante da carreira do Stallone. Vá tranquilo, sem grandes expectativas e se divirta. 

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page