top of page

DEATH STRANDING ganha data de lançamento

O jogo “estranho” do Kojima já está dando o que falar faz tempo, após várias exibições de cinematics, teasers e alguns gameplays. DEATH STRANDING foi mencionado pela primeira vez na E3 em 2016 e começou a ser produzido no ano seguinte, tendo previsão de lançamento para quase dois anos depois. É o primeiro título a ser lançado unicamente pela empresa própria do Kojima, após a dissolução com a Konami.

Pra quem não conhece, Hideo Kojima, uma das cabeças mais importantes da Konami, atualmente chefe da Kojima Productions, é grande conhecido no ramo dos games por encabeçar títulos famosos, como a franquia Metal Gear, então é previsível que a expectativa sobre esse novo lançamento cresça cada vez mais.

Agora, para anunciar a data de lançamento do jogo, que será dia 8 de novembro de 2019 apenas para Play Station 4 (inicialmente), lançaram um trailer estendido que faz com que o jogo finalmente começasse a ter sentido.

Kojima revelou, em entrevistas, que a proposta do jogo é fazer uma ligação entre vida e morte, usando vários elementos narrativos para essa experiência. Deixou ainda uma mensagem especial:

As pessoas criaram ‘Paredes’ e se acostumaram a viver em isolamento.Death Stranding é um tipo completamente novo de jogo de ação, onde o objetivo do jogador é reconectar cidades isoladas e uma sociedade fragmentada. Ele é criado para que todos os elementos, incluindo a história e a jogabilidade, sejam unidos pelo tema da ‘Strand’ ou conexão.Como Sam Porter Bridges, você tentará fazer a ponte entre as divisões da sociedade e criar novas ligações ou ‘Strands’ com outros jogadores ao redor do mundo. Através da sua experiência jogando o jogo, espero que você entenda a verdadeira importância de estabelecer conexões com os outros.Agora, por favor, aproveite o último trailer do Death Stranding. 

Não que precisasse de um sentido logo agora, já que muitos de nós confiamos no trabalho do Kojima e acreditamos que ele vai entregar uma experiência indescritível, como ele mesmo promete, mas olha, que deu pra ficar ansioso de verdade agora, isso deu.

O JOGO

Até onde se sabia – e se sabia bem pouco – o mundo parece ter sofrido uma transformação que o levou a uma (quase) destruição, e algumas pessoas estão tentando resgatar o que ainda existe em termos de “vida”. A proposta é que, na pele de Sam Bridges, a gente possa atravessar uma nação completamente devastada para reconectar a sociedade e salvá-la da extinção.

Há uma chuva misteriosa – mostrada nos trailers – altamente ofensiva e que aparentemente acelera a progressão do tempo em tudo o que ela toca: é como se as criaturas envelhecessem estranhamente rápido e Sam parece não ser afetado por esse fenômeno.

Alguns novos detalhes do jogo foram recentemente revelados pela Play Station UK.

Nesse trailer também foi mostrado a transição para uma espécie de realidade paralela, toda devastada, que conecta diretamente com um acontecimento do passado (talvez a guerra que levou a essa devastação).

Foram mostrados outros elementos bem interessantes também, como a interface do jogo (um menu de interação), acessórios que Sam poderá usar (como a moto, rapel e a escada) e o passado de Sam (background do personagem).

Foram também revelados com mais detalhe os Homo Demons (facções), e habilidades específicas no gameplay, como perseguição, furtividade e combate corpo-a-corpo.

Embora o jogo tenha sido anunciado com apenas um personagem jogável, Sam, parece que outros jogadores poderão auxiliar os viajantes sem necessariamente “cruzar  o seu caminho”, através de uma “jogabilidade online assíncrona” (o que, em outras palavras, significa que emissor e receptor poderão manter uma comunicação na medida que tiverem tempo disponível): ou seja, jogadores poderão prestar auxílio com suprimentos, abrigos e dicas em um possível jogo on line.

PERSONAGENS

Embora não se trate de uma nova técnica em termos de jogos, dessa vez a equipe desse game está fazendo um trabalho impecável na captura de movimentos de pessoas reais, para reproduzi-las, à imagem e semelhança, no jogo.

Sam “Porter” Bridges (Norman Reedus) é o protagonista da história e o único personagem jogável. Na história, trabalha para a BRIDGES e anda por aí carregando consigo “o que restou do mundo”. Sua missão, ao que parece, é reconectar o que restou da sociedade e para poder trilhar seu caminho, usa um bebê dentro de uma incubadora que, de certa forma, junto com um detector, o permite detectar espectros que circundam as ruínas por onde passa.  Trabalha para a BRIDGES: United Cities of America e está carregando “o que restou do futuro” em suas mãos.

Cliff (Mads Mikkelsen) será o antagonista principal, aparentemente líder de alguma coisa (talvez dos espectros que o Sam encontra no caminho?). Já foi mostrado envolvido em experimentos científicos, conversando com um dos bebês da BRIDGES. No último trailer, aparece inclusive coberto por uma substância preta, que pode ser associada ao elemento relacionado aos espectros.

Fragile (Lea Seydoux) é uma personagem que ainda não se sabe muito. Aparece na maior parte dos teasers e trailers mostrados e parece estar envolvida com alguma causa rebelde que luta por um objetivo oposto ao do protagonista.

Existem ainda outros personagens que menos ainda se sabe, como Mama (Margaret Qualley), Deadman (Guilhermo del Toro), Heartman (Nicolas Winfing Refn), Die-hardman (Tommie Earl Kenkins), Amelie (Lindsay Wagner) e Higgs (Troy Baker).

Agora é esperar. Como pouco do jogo foi revelado, o próprio mistério criado faz com que a gente fique ainda mais na expectativa. Eu mesma já queria poder comprar esse jogo logo (aliás a pré-venda já começou e você já pode garantir alguns itens especiais) pra, na primeira oportunidade, poder imergir nesse mundo e ver se é isso tudo mesmo o que Kojima tem anunciado.

Fonte: PS UK

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page