top of page
  • Foto do escritorYzza

De volta ao Cabrini Green: A lenda de Candyman

Primeiramente, se você pretende assistir “A Lenda de Candyman” (2021), eu recomendo que assista a “O Mistério de Candyman” (1992) antes, pois as referências são constantes e qualquer detalhe pode passar despercebido.

“O Mistério de Candyman”, dirigido por Bernard Rose, conta a história de Helen Lyle, uma pesquisadora que está escrevendo um trabalho sobre folclore moderno, que na sua busca por lendas urbanas descobre a história de Candyman: um homem com um gancho no lugar de sua mão direita que apareceria toda vez que seu nome fosse repetido cinco vezes na frente do espelho, trazendo consigo a morte.

Tony Todd como Candyman em O Mistério de Candyman

Não satisfeita em ouvir a história, Helen leva sua parceira de pesquisa Bernadette ao local onde Candyman teria feito uma de suas vítimas, o conjunto habitacional Cabrini Green. Depois disso, uma sequência de mortes misteriosas -e sangrentas- apontam para Helen como principal suspeita, até sua morte ao salvar um bebê da uma fogueira clandestina.

Virginia Madsen como Helen Lyle em O Mistério de Candyman

“A lenda de Candyman”, dirigido por Nia DaCosta e produzido por Ian Cooper, Win Rosenfeld e Jordan Peele, estreia 29 anos depois de seu antecessor e, ao contrário do que se poderia imaginar, não é um remake/reboot e sim, uma sequência. O filme se passa nos arredores do conjunto habitacional Cabrini Green, onde acontecem os eventos do primeiro filme, depois de a última torre do conjunto ser derrubada em um processo de gentrificação.

Yahya Abdul-Mateen II como Anthony McCoy em A Lenda de Candyman

O protagonista é Anthony McCoy, um artista plástico em busca de inspiração para sua nova exposição. Ao ouvir seu cunhado contar uma história assustadora, Tony resolve investigar os eventos que levaram a morte de Helen Lyle e descobre sua pesquisa sobre a Lenda de Candyman.

Os acontecimentos que se seguem são marcados por violência e morte, e ligações com memórias do passado.

Teyonah Parris como Brianna Cartwright em A Lenda de Candyman

O elenco, de maioria negra, conta com atuações impecáveis, o que favorece a imersão. Entre os atores da sequência estão: Yahya Abdul Mateen II como Anthony McCoy; Teyonah Parris como Brianna Cartwright; Nathan Stewart Jarret como Troy Cartwright; Colman Domingo como William Burke; Tony Todd como Daniel Robitaille; Mark Montgomery como Detetive Lipez.

Assim como seu antecessor, o filme é marcado por uma crítica social contundente, por vezes verbalizada pelas próprias personagens. Achei muito bem referenciado no primeiro, com uma história consistente, sem furos e sem muitas reviravoltas, em um roteiro simples, porém eficaz. Para mim, o único problema do filme foi nos efeitos especiais, algo que eu estava curiosa para ver, mas, apesar da melhora expressiva em relação ao primeiro, principalmente nas cenas com abelhas, não teve nada de muito extraordinário.

A estréia de “A Lenda de Candyman” será na próxima quinta feira (26/08) nos cinemas, ainda sem previsão para lançamento nas plataformas de streaming.

Dou 9 pãezinhos de queijo e um farelo!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page