top of page
  • Foto do escritorMel

Crítica | Sonic: O filme

O ouriço mais amado dos vídeo games aparece hoje pela primeira vez nas telonas com a estréia de Sonic – O filme.  O filme já merece mais da nossa atenção só pelo fato dos produtores terem modificado o visual do personagem, que foi super criticado anteriormente e por este motivo adiado a estréia para deixar o Sonic “consertado” e nos entregar uma obra mais fiel ao game.

O longa é baseado na franquia de jogos japonesa intitulada Sonic the hedgehog (Sonic o ouriço), criada pela Sonic Team e produzida pela Sega, lançado em 1991.

O filme produzido pela Paramount, dirigido por Jeff Fowler, com roteiro de Patrick Casey e Josh Miller e  com Tim Miller (Deadpool) e Neal Moritz (Velozes Furiosos) na produção,  já começa encantando os espectadores mostrando um Sonic criança, muito fofo por sinal, correndo em seu planeta natal. O visual da cidade parece ter saído diretamente dos video games com uma linda fotografia e profundidade.

Com a voz original de Ben Schwartz, no Brasil dublado por Manolo Rey, acompanhamos Sonic em sua jornada de sobrevivência ao se refugiar no planeta Terra. O ouriço mais veloz do mundo, passa anos tentando se adaptar a vida na pequena cidade ,e na busca de companhia acaba conhecendo por acaso Tom Wachowski, interpretado por James Marsden e ao usar seus poderes de forma imprudente, Sonic desperta a atenção do cientista Dr. Robotnik, interpretado por Jim Carrey, que obcecado pelo poder de suas máquinas, deseja capturar Sonic para seus experimentos de dominação mundial.

A trama de maneira geral é bem simples, uma comédia pra toda família, com o humor bem distribuído entre os personagens. A história acontece de uma forma suave, recheada de referências à cultura pop e ao universo do Sonic, com cenas eletrizantes de ação e perseguição, destacando também as cenas em câmera lenta que ficaram sensacionais.

O elenco do filme ainda conta com Tika Sumpter como Maddie Wachowski e atuam também Neal McDonough, Adam Pally, Frank C. Turner, Natasha Rothwell e Shannon Chan-Kent, mas o destaque do longa é sem dúvidas do Jim Carrey, que interpreta o vilão mais famoso dos vídeo games de forma primorosa.

O filme conta com duas cenas pós créditos que trazem pistas para uma futura continuação da franquia, visto que o próprio Jim Carrey mostrou interesse em continuar interpretando o vilão.

Sonic – O filme é uma aposta da Paramount que promete ser um sucesso de bilheteria e possivelmente irá agradar os fãs mais nostálgicos e aos novatos a franquia. O longa agrada visualmente com seus efeitos especiais, personagens secundários cativantes, porém tem uma trilha sonora não muito marcante e facilmente esquecível. Para os mais saudosistas, vale a pena assistir dublado por conta de Manolo Rey que também dublou as animações: “As aventuras de Sonic, “Sonic underground”, “Sonic X” e “Sonic boom” que no Brasil foram lançados em VHS e transmitidos pelo SBT.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page