top of page
  • Foto do escritorMel

Crítica – Julie and The Phantoms: a nova série musical da Netflix

Julie and The Phantoms é o mais novo sucesso musical do serviço de streaming Netflix entre os jovens e também entre os jovens adultos, mas essa série vai muito além de só uma série musical.

https://www.youtube.com/watch?v=zC3by5oawww&ab_channel=AdoroFilmes

Dirigida e coreografada por Kenny Ortega, nada menos que o diretor de High School Musical e Descendentes, a série Julie and The Phantoms é uma adaptação da série brasileira, Julie e os Fantasmas, produzida pela Mixer que foi exibida na Band e na Nickelodean em 2011 e 2012, respectivamente. A série contou com apenas duas temporadas e fez muito sucesso durante sua exibição.

Julie e os Fantasmas (Fonte da imagem: divulgação)


Enredo

Na versão original, Julie (Mariana Lessa) é uma estudante do ensino médio que gostava de cantar e tocar violão e que de repente tem sua vida transformada ao se deparar com os fantasmas, Daniel (Bruno Sigrist), Felix (Fabio Rabello) e Martin (Marcelo Ferrari). Depois de alguns acontecimentos eles decidem formar uma banda e passam a fazer muito sucesso na cidade.

Kenny Ortega utiliza apenas a base do plot da série original, a garota que forma uma banda com fantasmas e o nome da série em si. Inserindo assim a sua visão revitalizando e atualizando a ideia original, o que tornou a experiência de assistir renovada e interessante mesmo para os fãs da serie antiga. 

Julie and the Phantoms (Fonte da imagem: divulgação)


Em Julie and the Phantoms, Julie (Madison Reyes) também é uma garota do ensino médio, mas diferente da versão brasileira, Julie era apaixonada por música, por influencia de sua mãe. Mas ao perdê-la, Julie também perde sua paixão pela música.

Julie – (Fonte da imagem: divulgação)


Limpando o antigo estúdio de sua mãe, Julie encontra um CD antigo de uma banda chamada Sunset Curve, e ao tocá-lo acaba libertando três fantasmas, Luke (Charlie Gillespie), Alex (Owen Joyner) e Reggie (Jeremy Shada). Eles haviam morrido em 1995, minutos antes do grande show de suas vidas.

Julie, Alex, Reggie e Luke (Fonte da imagem: divulgação)


Julie começa a acreditar que os fantasmas foram um sinal, enviado por sua mãe e a partir desse momento a paixão dela pela música começa a se reascender. Ela decide então, juntar-se aos fantasmas e juntos eles criam a banda Julie e os Hologramas, que depois passa a se chamar Julie and The Phantoms.  De alguma maneira, os fantasmas conseguem ser visíveis pelo público apenas quando tocam e cantam com Julie. Depois de se apresentarem pela primeira vez, ela diz ao público que os fantasmas são hologramas de garotos estrangeiros. Na versão brasileira esse twist não foi usado, na versão original, os fantasmas faziam as performances usando fantasias e máscaras.

Julie and The Phantoms (Fonte da imagem: divulgação)


A série também é recheada de todos aqueles clichês adolescentes que a gente adora, Julie tem uma paixonite por Nick (Sacha Carlson) que namora a patricinha Carrie (Savannah Lee May) sua rival na vida e nos palcos. Mas aos poucos, Julie vai percebendo que tem uma queda por Luke, mesmo ele sendo um fantasma. E sim, você vai shippar uma garota com um fantasma assistindo essa série, não duvide de mim. Outros personagens icônicos são: A melhor amiga Flynn (Jadah Marie), o pai de Julie Ray (Carlos Ponce) e Willie (Booboo Stewart, Descendentes) possível par romântico de Alex numa segunda temporada.

Luke e Julie (Fonte da imagem: divulgação)


E é claro, não podia faltar o vilão super charmoso, com uma voz incrível que vai te hipnotizar. Cheyenne Jackson (Descendentes 3) interpreta Caleb, um poderoso fantasma que se apresenta em uma mansão chamada Hollywood Ghost Club. A cena com a música The other side of Hollywood é uma das minhas favoritas da série e possui todos os elementos que um bom musical pede, como: canto, dança, performance circense e muito glamour.

Hollywood Ghost Club (Fonte da imagem: divulgação)


Como eu disse anteriormente, a série não é somente um grande musical, todas as músicas ajudam a contar a história e fazem sentido no momento em que aparecem, mesmo quando a música está somente na cabeça dos personagens. Elas funcionam perfeitamente bem dentro da série e fora dela, você com certeza vai querer ter a trilha sonora em seu Spotify, eu mesmo não paro de ouvir e cantar as músicas desde quando assisti. Por outro lado, os fãs de musicais também ficarão felizes com as diversas referências que aparecem durante a série, como Dirty Dancing e a famosa cena de High School Musical com alunos cantando e dançando nos corredores. E além dessas, muitas outras performances com figurinos de tirar o fôlego.

Julie e os colegas na escola (Fonte da imagem: divulgação)


Mesmo se tratando de uma série infanto-juvenil, Julie and The Phantoms aborda temas como a morte, aceitação e remorso de uma forma tão linda e tocante que é impossível você não se emocionar. Eu não estava preparada pra cena da música Unsaid Emily e sei que você também não vai estar. Não posso também deixar de falar também da representatividade, a família da Julie é de origem latina e creio que essa foi uma homenagem, do próprio Kenny Ortega pra nós brasileiros.

Luke e seus pais (Fonte da imagem: divulgação)


A série é engraçada, divertida e emocionante. São somente 9 episódios. Com certeza você vai se apaixonar e maratonar muitas vezes. É uma série envolvente para toda a família! Assistam e digam aqui nos comentários o que vocês acharam. Até a próxima!

0 visualização0 comentário

Комментарии


bottom of page