top of page

Clark Olofsson: síndrome de Estocolmo na Netflix

Certamente você já ouviu falar sobre a síndrome de Estocolmo. Mas já tinha ideia que Clark Olofsson, responsável pelo termo, era uma celebridade criminosa na sua época? A série “Clark”, da Netflix, conta a história do criminoso sueco que derreteu corações apesar de sua história controversa em meados dos anos 70 e 80.

Baseado em verdades e mentiras

A minissérie conta com seis episódios divertidíssimos, caóticos e com breves momentos de reflexão. Aliás, baseia-se na autobiografia de Clark Olofsson, interpretado por Bill Skarsgård. 

Assim, a minissérie passa pela história do criminoso desde a infância. Porque desde muito cedo o jovem Clark Olofsson já cometia delitos.

Porque assistir

Sarcástica, espirituosa e com uma narrativa envolvente, cada episódio da minissérie tem em média 60 minutos de duração. Aliás, ela aproveita dos absurdos de forma muito divertida e inteligente na narrativa. Além disso, a trilha sonora é de primeiríssima e merece atenção. Para quem ama o filme Prenda-me Se For Capaz (2002), a minissérie tem a mesma pegada do filme. Afinal, trata-se de um bandido em uma briga de gato e rato com a polícia.

Clark Olofsson: síndrome de Estocolmo na Netflix

Bill Skarsgard em Clark, minissérie da Netflix. Crédito: Nikola Predovic


Mídia e visão de Clark

Certamente a mídia influenciou e influencia as opiniões. Até mesmo sobre criminosos. Não foi diferente quando se trata da história do famoso bandido sueco. Mas é bom lembrar que a série é baseada em uma autobiografia divertida e 100% na perspectiva de Clark. Além disso, é inegável que o fascínio da mídia por um criminoso charmoso, sarcástico e inteligente foi muito responsável pela fama controversa de Clark.

Clark Olofsson: síndrome de Estocolmo na Netflix

Imagem: Divulgação Netflix


O que aconteceu com Clark Oolfsson

Em 2016, foi levado para a prisão de Vorst, na Bélgica. Mas em 2018, segundo o Express, tentou negociar a possibilidade da liberdade condicional. Assim, foi libertado no mesmo ano e passou a viver na Bélgica.

Além disso, declarou em 2018 que não se arrependia porque viajou pelo mundo e aproveitou a vida como um rei (humilde, né?). Clark disse também que os seus seis filhos (com quatro mulheres diferentes) também vivem super bem. Se você quiser escrever um ensaio sobre este tópico, os escritores do papertyper.net ficarão felizes em ajudá-lo. Este tópico é fascinante e pode ser aberto de várias maneiras, para que você possa até solicitar a edição de seu próprio trabalho.

Clark Olofsson: síndrome de Estocolmo na Netflix

Imagem: Divulgação


Enfim, os parabéns para a caracterização. Acima, a comparação do verdadeiro Clark com o ator Bill Skarsgård.

Trailer:


0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page