top of page

Chernobyl – O filme

A tragédia de 1986

No dia 26 de abril de 1986, na Ucrânia Soviética, o maior desastre nuclear da história mudou o mundo para sempre. Naquele dia, um dos reatores da usina explodiu, liberando uma nuvem tóxica, que se espalhou por 12 países da Europa. O desastre fez com que Chernobyl se tornasse uma cidade inabitável e hoje uma cidade fantasma que ainda mantém locais com grandes índices de radiação.

O filme é distribuído pela Paris Filmes, intitulado Chernobyl: O filme – Os Segredos do Desastre, dirigido por Danila Kozlovsky que também estrela o filme. A história de Chernobyl é conhecida por todos, já foram várias adaptações, séries, filmes e documentários, que abordaram de várias maneiras o acontecimento daquele ano que levou mais de 40 mil a serem hospitalizados e 31 pessoas mortas.

Baseado em fatos, acompanhamos a vida de Alexey (Danila Kozlovsky), um bombeiro que trabalha na usina e reencontra uma antiga paixão, Olga (Oxana Alexandrowna). Após o acidente do reator, ele é convocado em uma arriscada missão, com mais dois voluntários para drenar a água de um reservatório sob o reator em chamas e assim evitar que o desastre fosse ainda maior.

O filme tem um ritmo inicial arrastado, mostrando e nos apresentando os personagens centrais do drama em um relacionamento confuso. Após os trinta minutos iniciais que começa a ganhar um ritmo mais acelerado e uma trilha sonora mais pesada para nos levar ao clima de tensão e perigo causado pela explosão do reator. A atuação dos principais e até mesmo no cast infantil é bem dirigida em cenas, mas alguns personagens coadjuvantes não passam a sensação trágica dos acontecimentos. Diferente de outras obras que adaptam a história de Chernobyl, onde destacam-se conspirações e situações para mostrar quem foi o culpado, aqui no filme vemos que o ator e diretor quis trazer uma homenagem aos voluntários que se arriscaram naquela época. E como citado acima, a trilha sonora se expande a partir de um certo ponto da trama, o que pareceu um truque para dar um maior drama em algumas cenas, mas por fim incomodava. O filme por fim é bem dirigido, mas com alguns cortes de pós produção que parecem secos para tentar concluir aquela história no tempo proposto.

Chernobyl – O filme, estreia nesta quinta-feira, 18 de novembro nos cinemas.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page