top of page

13 Reasons Why – Indo muito além das fitas de Hannah Baker

Saudações queridos nerds!

Estou aqui hoje para falar sobre a 4ª e última temporada de 13 Reasons Why. Você também pode ter acesso ao vídeo do conteúdo no meu canal do Instagram no IGTV, onde falo sobre o tema e deixo sempre dicas incríveis e exclusivas de atuação, cosplay e/ou escrita no final de cada vídeo.

A série foi lançada em 2017 na Netflix e trouxe muitos debates pesados para a sociedade. Se tornando uma série polêmica e altamente desprezível por 90% das pessoas, sendo considerada até mesmo uma série de incentivo ao suicídio. Bom, eles não estão totalmente errados e é por isso que quero falar das outras temporadas, as que vão além das fitas da Hannah Baker.


Se a série tivesse parado na 1ª temporada, onde todos se movimentavam em prol de fazer justiça à Hannah e dando motivos para que ela cometesse o suicídio, realmente seria uma série de incentivo. Mas graças a Deus eles fizeram as temporadas seguintes, mostrando que a vida continua e que para todos os problemas existe sim uma saída.

Após as fitas de Hannah a vida dos personagens continuaram a seguir o seu rumo, cada um com seus traumas e problemas pessoais bem reais e quando chegamos ali na 3ª temporada, ninguém mais fala sobre a Hannah ou coloca ela como uma prioridade, ou seja, Hannah passou e nada mudou, mostrando que a atitude dela não foi algo belo e nem heroico, mas sim que trouxe um alerta para que os pais prestassem atenção ao comportamento de seus filhos e para que todos buscassem ajuda com pessoas confiáveis.

Por isso, eu trouxe aqui algumas pontos importantes sobre as outras temporadas da série:

Ela mostra a realidade



Séries, geralmente, são pensadas para gerar entretenimento, logo, as pessoas esperam coisas fora da realidade, para aliviar do peso que a própria realidade nos trás. E 13 Reasons Why não é uma série desse tipo. 

Ela não foi pensada como uma série para se tornar popular e uma tendência adolescente como O Mundo Sombrio de Sabrina, Riverdale, entre outras. A série aborda temas pesados e realistas que acontece na vida de muitos adolescentes e adultos, apresentando soluções para esses problemas e mostrando que você pode lutar sim para continuar a sua vida ficando alerta aos possíveis gatilhos.

O suicídio deixa de ser apresentado como algo poético ou como única solução

Na primeira temporada é apresentado 13 razões para se cometer um suicídio, por isso foi muito importante a criação das próximas temporadas. As outras pessoas, que estão ali lutando a cada dia, devem se manter fortes para não ter o mesmo destino de Hannah e um grande exemplo da série, foi a personagem Jéssica.

Jéssica passou por quase todas as mesmas situações de Hannah e com a ajuda dos seus amigos e pessoas em quem ela aprendeu a confiar, ela ganhou forças para relatar o seu problema e denunciar Bryce. A partir daí ela criou a VACA, um local seguros para as garotas da escola, onde elas batalham pelo fim do abuso sexual na escola e se tornou a representante de classe.

Na 3ª temporada ela faz um discurso inspirador e convida a todos que sofreram algum abuso sexual a se apresentar e dizer “sou um sobrevivente”. Muitos se levantaram, muitos você fica até surpreso, como Justin ter se levantado, se declarando um sobrevivente e assim conhecemos mais do passado de um personagem que, até então, era apenas um drogado que vivia com a mãe também drogada. É uma cena maravilhosa e muito inspiradora para todos aqueles que se escondem atrás de suas dores a ganharem voz e começar a se curar dessas dores.

A morte é apresentada como algo bem real

Muitos jovens acreditam que a vida é muito longa e que tem muita coisa para viver e muito tempo para se tornar responsável. E é por pensar dessa forma que muitos fazem coisas imprudentes como dirigir embriagado, usar drogas e achar que tem o domínio parar parar quando quiser, arranjar brigas, se aventurar em coisas arriscadas para se tornar o popular da turma.

Nos dias de hoje podemos ver muitos imprudentes, como a galera que não respeita o pedido de não aglomeração por causa do COVID-19. Então nas temporadas seguintes, principalmente na última, podemos ver um grande alerta para todos os jovens: heey, se você não cuidar de si mesmo, a sua vida pode acabar mais cedo do que imagina. 

Os problemas não são só físicos

Nas duas primeiras temporadas é apresentado ao público ataques físicos muito fortes e pesados que infelizmente acontecem no dia a dia, mas nessa 4ª temporada, o grande foco são os problemas psicológicos dos personagens, os traumas que fazem com que eles não consigam seguir em frente com mais tranquilidade. 

É mostrado problemas que aparecem a longo prazo, causado por traumas ou comportamentos durante a adolescência/infância. Os problemas psicológicos de Clay foram abordados sutilmente na segunda temporada, quando ele tinha alucinações com a Hannah e nessa última temporada, suas alucinações são seus maiores rivais que estavam mortos por consequências de seus atos imprudentes. 

Mudanças de comportamento e ajuda para todos que enfrentam problemas

13 Reasons Why é uma série muito pesada para quem está passando por problemas parecidos com os retratados ali, mas ela ajuda as outras pessoas a entender quem passa pelos problemas e a identificar se estão mesmo com esses problemas. Com isso, você pode até ajudar essas pessoas a se abrirem com você ou com pessoas de confiança, como psicólogos, responsáveis ou colegas que realmente podem dar alguma assistência e que sejam de confiança da pessoa.

Quando os adolescentes da série decidem se abrir e conversar, as coisas são resolvidas de modo mais fácel e mais leve para eles. Além disso a série criou uma Landing Page (https://13reasonswhy.info/) onde você consegue ter acesso a todos os contatos de ajuda fornecidos pelo seu país.

Eu entrei e testei, infelizmente o Brasil está muito atrasado nesses recursos, mas espero que eles tenham mudado isso, pois quando testei foi quando lançaram a 2ª temporada.

Como disse anteriormente, essa série não foi criada para enfeitar nada e pessoas que sentem muito o pesar da série ou estão passando pelo mesmo é melhor não assistir ou não assistir sozinho e sempre acompanhado de uma pessoa de confiança.

Uma das temporadas mais leves de todas

A última temporada foi a mais leve de todas da série, onde foi abordado temas psicológicos, perturbações e traumas, como foi falado anteriormente. O último episódio é o mais longo, tem aproximadamente 2 horas de duração, pois apresenta os personagens tentando sobreviver aos traumas e seguir com a vida adulta. É um episódio muito emocionante e um ótimo encerramento. Não foi um final feliz e sim realista, como sempre, mas também não foi pesado como as 2 primeiras temporadas. 

A série tem avisos o tempo todo, principalmente nos episódios muito pesados. Se você ver esses avisos acredite neles, se você se encaixa no grupo que não deve assistir a série, então não assista mesmo. A série te previne de todas as formas, o que mostra, mais uma vez, que não é uma série criada para fazer sucesso ou virar modinha e sim para alertar as pessoas a ajudar jovens que estão passando por problemas e não sabem como abordar o assunto.

Por fim, essa não é uma série que você vai sair recomendando para qualquer um, não é mesmo?

E é isso, nerds! Um beijo e que a Força esteja com vocês!

0 visualização0 comentário

Commentaires


bottom of page